26 de abril de 2011

Desejo Infinitesimal

{que horas eram quando o tempo acabou?}
          {que horas eram quando deixaste de
poder reproduzir clandestinamente a explicação
          da conclusão do desejo infinitesimal?}
{que horas eram quando a razão de espírito
     substituiu a de ciência na ocupação do abraço?}
{que horas eram quando te adiantaste à felicidade
                         no dia que dilui
          na percepção multiforme da multidão?}
{que horas eram quando a boca simulou
           o silêncio com princípios aleatórios?}
{que horas eram quando deixaste que a alma
           somasse corpos e subtraísse outros?}
{que horas eram quando viver era deixar morrer
               e a solidão incomunicável?}
{que horas eram quando o tempo acabou?
                                que horas eram?}


Sylvia Beirute
do blog Uma Casa em Beirute