19 de setembro de 2008

Um aniversário

Meu coração é um pássaro cantante
Cujo ninho é um rebento orvalhado;
Meu coração é uma macieira
Vergando o tronco de frutos pesado;
Meu coração é um búzio irisado
Vogando na corrente com langor;
Meu coração mais que tudo se alegra
Porque a meus braços chegou meu amor.

Dai-me um dossel tingido de cor roxa;
De seda debruada de mil folhos;
Bordai nele romãs, pombos alados,
Pavões com caudas de mais de cem olhos;
Ornai-o de uvas, de rubis e prata,
Folhas douradas, pomares em flor;
Porque hoje é dia que nasce m´nha vida,
Hoje a meus braços chegou meu amor.



Christina Rossetti
tradução de Margarida Vale de Gato

2 comentários:

livia soares disse...

Muito bem!
Adorei o poema e a ilustração (a Inglaterra dessa época é quase um fetiche para mim).
E gostei de vc ter voltado.
Um abraço.

lena disse...

Pois, parecia que tinha voltado... mas foi-se de novo...e o azul acinzentou...