1 de agosto de 2007

Olhar tardio sobre o lago

De leste a oeste partem e chegam os barcos, combate de formigas
Bater de palmas, a dama mongol está embriagada
Do poente chegam rumores de canções
Uma nuvem solitária atravessa a sombra dum pagode
Vento de lótus na noite fresca, o céu é como água


Zhang Kejiu
Tradução da versão em língua francesa e selecção de Albano Martins

Sem comentários: