3 de julho de 2007

Sem Fala

Por muitas milhas sobre terra e mar
Sem o chamar, o meu amor regressou a mim
Não me recordo das palavras que ele disse
Apenas das árvores a gemer sobre nós.

E ele chegou pronto para me tomar e levar
A cruz que há tantos anos eu carregava
Mas as palavras vieram uma a uma devagar
De lábios gelados, selados e mudos.

Como soaram minhas palavras quietas e lentas
Ao coração grande e forte que tanto me amou,
Que veio para me salvar da dor e do mal
E para me confortar com o seu amor tão forte?

Senti o vento a chicotear gelado e frio
E vapores erguerem-se do húmus arruivado;
Senti o feitiço que me suspendia a respiração
A sujeitar-me a uma morte na vida.


Elizabeth Eleanor Siddall
tradução de Helena Barbas

Sem comentários: