26 de junho de 2007

...sobre a Eutanásia

"(...) Se alguém que eu amo tiver que morrer antes do suposto, não quero pensar que irei encontrá-lo numa outra vida. Quero apenas pensar que morreu, que tudo acabou. Mas prefiro, em todo o caso, que acabe bem, que essa pessoa acabe de bem comigo. Mesmo que isso implique pôr um termo ao seu sofrimento. No meu caso, é essa a luz que me guia. É esta a luz que me apazigua a dor da perda: saber que os que partem, partem de bem comigo."

Texto de Henrique Fialho sobre a Eutanásia, a ler no Insónia.

1 comentário:

CNS disse...

E quando partem era esse o pensamento que deveriamos ter. Deveriamos querer recordar melhor os que amamos em vez de querermos recordar mais.

Bjs