6 de junho de 2007

Evadir-me, Esquecer-me

Evadir-me, esquecer-me, regressar
À frescura das coisas vegetais,
Ao verde flutuante dos pinhais
Percorridos de seivas virginais
E ao grande vento límpido do mar.


Sophia de Mello Breyner Andresen

Sem comentários: