21 de maio de 2007

fragmento

são asas de alvoroço ou são sinais?
são sombras agitadas na descida?
são palavras aladas junto ao cais?

são um rumor no vento? ou repetida
animação do instante nas mnhãs
quando ao passar da gente passa a vida

e alguêm espera olhando as horas vãs?


Vasco Graça Moura

Sem comentários: