8 de novembro de 2006

você está tão longe...

você está tão longe
que às vezes penso
que nem existo

nem fale em amor
que amor é isto

Paulo Leminski

Sem comentários: