13 de agosto de 2006

Fragmento de...

Fragmentos de um discurso amoroso de Roland Barthes

"(...) A linguagem é uma pele: esfrego a minha linguagem contra o outro. É como se tivesse palavras de dedos ou dedos na extremidade das minhas palavras.(...)"


Até Setembro...

Sem comentários: